fbpx

Com certeza você já visitou um site e encontrou uma notificação solicitando a permissão para o uso dos cookies. Muita gente vê esse tipo de mensagem e nem sabe o que são cookies, tampouco sua importância para o marketing digital.

E nem precisam mais. O Google recentemente anunciou que não mais usará cookies nos seus sistemas. É uma transformação necessária para proteger a privacidade dos usuários.

Mas já que muitas pessoas não fazem ideia do que isso significa e o impacto no dia a dia delas, decidimos fazer um artigo explicando, diante das novas transformações, o que são esses biscoitinhos e como eles funcionam. 

O que são cookies e como funcionam? 

Os cookies nada mais são do que ferramentas que monitoram as informações dos usuários em determinado site ou página. Ou seja, eles são responsáveis por mapear todo o trajeto das pessoas e usar as informações para tornar o site personalizado para as preferências usuais de quem está visitando, como idioma, formatos, entre outros. 

Tenha em mente que em qualquer local visitado na internet são deixados rastros com dados de quem o está acessando. Os cookies são pequenos programas que fazem desses rastros um trampolim para uma melhor experiência do usuário nos sites.

E é por meio deles que ferramentas como o Google Analytics, extensões que normalmente são adicionadas nos sites, conseguem captar informações para customizar conteúdos e publicidades. Assim, elas conseguem filtrar melhor o que será produzido para os seus leitores e melhorar a experiência

Um ponto importante é que não são compartilhadas informações pessoais, apenas se o usuário permitir que sejam captadas, como em formulários. Para todo esse processo, existem diversos tipos de cookies que são utilizados de diferentes maneiras, entre eles: 

 

  • Cookies funcionais: melhoram a performance do site, levando preferências de quem está acessando, a partir de informações fornecidas previamente. 

 

  • Cookies de desempenho: usados pelo Google Analytics para recolher as informações, identificando dados do próprio site, como visitas, métricas e segmentação do público. 

O que muda agora com o fim dos cookies para o marketing digital? 

Com a Lei Geral de Proteção de Dados instaurada em 2020, o mundo virtual está caminhando para ambientes mais seguros para o usuário. Atualmente, existem diversas regras que estabelecem transparência, privacidade e clareza na coleta de dados pelas empresas. 

Sendo assim, diante dessas mudanças, a transformação será diretamente nos Cookies 3rd Party, coletados por terceiros para o uso no marketing digital, como na medição de campanhas online. 

Isso acontece porque essa modalidade não possuía tanta transparência no uso de dados e, consequentemente, menos proteção. Por isso, algumas plataformas começaram a dar início ao “fim dos cookies” com o objetivo de acabar com os 3rd Party e amenizar a invasão de privacidade, isso inclui o Google. 

Mas ele não poderia ficar para trás, não é? A plataforma de busca está ressignificando o modelo de cookies em suas ferramentas com um rastreamento próprio e menos invasivo, mas que traz o mesmo propósito de dar aos anunciantes oportunidades de segmentar e entender melhor o público que acessa os seus links. 

Assim, as empresas continuam com a oportunidade de personalizar a experiência do usuário de maneira inteligente e preservada. 

Como garantir benefícios e segurança para o site?

O ponto mais importante de desenvolver um site seguro e que assiste à Lei Geral de Proteção de Dados é encontrar a parceria certa para auxiliar nesse percurso. A Tante acredita no potencial de ir além dos cookies e garantir tudo que um site precisa para uma comunicação efetiva e regular. 

Por isso, entre em contato com a gente e conheça as oportunidades de fazer o negócio prosperar com o marketing digital! 

Postado por:
Flávia da Fonte