fbpx

Blog

Não estamos sozinhos no mundo. E assim também são as empresas. Por isso, as decisões empresariais devem ser pensadas levando em consideração a prática e o desempenho de outros ao redor. A comparação de produtos, serviços e marcas é chamada de benchmarking e pode ser uma importante ferramenta de gestão de negócios.

Compreender como empresas semelhantes agem e as suas práticas em termos de atendimento, preço, qualidade entre outras variáveis pode ser um fator importante para a tomada de decisão dos gestores.

Preparamos esse artigo para você entender o conceito amplo de benchmarking e saber como ele pode ser usado em benefício do seu próprio negócio. Prossiga a leitura para mais informações.

O que é e para que serve o benchmarking

Em um mundo altamente competitivo, as marcas disputam com outras espaço na mente e no coração dos consumidores. É preciso ganhar a confiança das pessoas e se tornar uma solução sustentável para o público. Mas essa não é uma tarefa fácil.

Um instrumento importante para entender esse ambiente competitivo e, muitas vezes, hostil é o benchmarking. Através dele é possível fazer uma pesquisa comparativa entre produtos, serviços e as práticas das empresas concorrentes. Dessa forma, se constrói um panorama com informações importantes que contribuem para decisões mais assertivas.

Uma vez ciente de como outras empresas agem, pode-se adaptar produtos e serviços para atender as demandas do público, corrigir formas de comunicação, comparar processos, adequar preços e promover novas ideias. No ambiente digital, é possível rastrear de perto os passos dos concorrentes e verificar suas ações de marketing.

Por isso, o benchmarking é uma ferramenta tão importante. Em outras palavras, olhar o que outros ao redor estão fazendo desperta para novas formas de pensar e para soluções que impactam os negócios da empresa.

Como fazer um benchmarking

A coleta de informação sobre o que outras empresas estão fazendo é ampla e toma bastante tempo. Por isso, deve ser feita com base em um planejamento para que não haja dispersão durante o trabalho.

Antes de iniciar o processo, defina quais são seus objetivos. Eles podem ser decididos a partir do que sua empresa precisa melhorar. Engajamento do público com a marca, melhora no desempenho das métricas, captação de leads são alguns pontos.

Dessa forma, você focará sua pesquisa nesses itens sem correr o risco de coletar informações em excesso e não saber o que fazer com elas em seguida. Isso só representaria perda de tempo e de recursos.

Em seguida, defina como será a coleta de dados. Pode ser por meio de informações mais visíveis, como curtidas, compartilhamentos, comentários e todo tipo de engajamento. Vale também assinar newsletters e se tornar um lead ativo. E isso não é espionagem, mas conhecer de perto a abordagem do seu concorrente. Assim, é possível verificar mais detalhadamente as estratégias do concorrente. Considere todas essas formas de coleta de dados dentro dos limites éticos esperados.

Lembre-se de escolher para sua pesquisa empresas concorrentes que tenham um bom know-how na sua área de interesse, cuja atuação digital possa servir de inspiração para seu negócio. Faça essa seleção prévia e elenque as razões de escolha.

Com as informações em mãos, é hora de analisá-las. Parte importante de todo esse processo, a análise deve ser feita de forma sistemática, por pessoas devidamente capacitadas e tendo os objetivos como horizonte.

Uma vez identificado os pontos fortes e fracos e estabelecido padrões de desempenho entre as empresas, é chegado o momento de aprimorar os pontos que desencadearam o benchmarking. A implementação das melhorias também deve ser antecedida por um planejamento que envolva adequação à realidade, custos e pesquisas comparativas entre antes e depois.

Mas lembre-se: o benchmark mostra o outro como referência, não como o correto. A ação do concorrente funciona como ponto de apoio para análise de uma campanha digital, não como um passo a ser copiado. Por fim, não esqueça de que o monitoramento deve ser uma atividade constante. O mercado é ágil e está sempre em transformação.

O mais importante é se perceber como um ente dentro de um conjunto amplo e complexo em que empresas e cliente dialogam permanentemente. O benchmarking se torna, dessa forma, uma poderosa ferramenta de gestão de marketing digital para se aprender com o concorrente e estabelecer melhorias continuas no seu negócio.

Você está pronto para utilizar as práticas do benchmarking na sua empresa? Se desejar conversar mais sobre isso, entre em contato e marque uma reunião conosco.

Postado por:
Flávia da Fonte