fbpx

Blog

É de grande valia para profissionais de saúde e clínicas ter um perfil médico ativo e eficaz na rede. Mas nem todos reúnem o que é necessário para produzir bons resultados na internet.

Muito pode ser feito se forem ativados os canais e as ferramentas certas para atingir o público da melhor forma. É o que vamos mostrar neste artigo, com cinco elementos essenciais para um perfil médico prosperar com todo o potencial da rede.

Apelo visual

Quando as pessoas visualizam melhor seus problemas, tendem a reter mais as informações e gerar lembranças. Isso é bem importante para um perfil médico que busca reconhecimento e aproximação com o público-alvo.

Com isso em mente, todo o conteúdo postado deve ter artes bem executadas e mensagens de valor. Elas não servem para embelezar o texto, e sim para chamar a atenção, conduzir o olhar do leitor e organizar visualmente as informações. Ilustrações são muito bem-vindas para materializar alguns argumentos médicos.

Conteúdo estruturado

O perfil médico ideal traz o conteúdo mais rico possível para o seu público. A estruturação das postagens deve levar em conta a especialidade médica, o que o público mais procura saber e a melhor forma de educar as pessoas com textos, imagens e vídeos.

Assim, cabe definir os melhores tipos de conteúdos médicos em redes sociais e começar a produção. Uma dica fundamental é criar as editorias e seus temas e abordagens, que falem sobre assuntos amplos e de grande valor para o público que se deseja alcançar.

Mídias sociais ativas

Já que mencionamos conteúdo, não podemos esquecer das plataformas onde eles circulam. Não Há como ter um perfil médico bom fora das redes sociais. Elas são naturalmente um repositório de informações como também um lugar de socialização.

A partir de uma postagem no Instagram, por exemplo, um médico pode criar uma boa discussão nos comentários e esclarecer muitas dúvidas do público. Essa interação cria confiança no profissional e atrai as pessoas para consultas e realização de procedimentos. Esse é o poder da rede.

Ética

A comunicação na internet deve seguir rígidos padrões éticos. Afinal, um médico não está na rede para consultar ou diagnosticar ninguém, tampouco sugerir a automedicação. Logo são necessários cuidados com toda e qualquer mensagem.

O perfil médico deve respeitar o Código de Ética Médica, que traz as formas de conduta da publicidade e comunicação dos profissionais. E também o Código de Autorregulamentação Publicitária (Anexo G), que tem uma seção específica sobre medicina. Vale a pena consultar essas publicações.

Inbound Marketing

Um bom perfil médico é aquele que é útil para o público final e traz vantagens para o profissional de saúde. A metodologia do Inbound Marketing é a mais recomendada para produzir esses dois resultados.

Com ela, é possível atrair as pessoas para a marcação de consultas e a realização de exames e procedimentos. Como resultado direto do inbound, uma clínica médica aumenta seu faturamento com uma comunicação rica em conteúdo, materiais e ferramentas de captação de leads. 

Como anda seu perfil médico?

Possuir contas em mídias sociais não significa que todo o potencial das redes está sendo usado por um médico ou clínica. Para explorar bem os benefícios da rede, é necessário um planejamento, estabelecer objetivos e realizar um trabalho contínuo e consistente.

Com base nisso e nas dicas acima, como você avalia a atuação do seu perfil médico na internet? A resposta a essa pergunta pode ser fácil. O grande desafio, todavia, é fazer todas essas engrenagens girarem juntas e no mesmo ritmo para fazer o seu perfil prosperar na rede.

Assine a nossa newsletter para receber mais conteúdos como este no seu e-mail.

Postado por:
Flávia da Fonte